Click sobre o nosso Whatsapp para enviar mensagem ou sobre o nosso telefone para efetuar a ligação

Descuido com a escolha das cadeiras do escritório pode resultar em dores musculares na equipe

Home  /  Produtividade no escritório  /  Descuido com a escolha das cadeiras do escritório pode resultar em dores musculares na equipe

É muito comum ouvir queixas de pessoas que dizem sentir frequentemente dores nas costas e na musculatura. O ritmo intenso das grandes cidades, muito tempo no trânsito e no escritório são fatores que têm contribuído para o aumento das reclamações deste tipo de problema. As dores aparecem por causa de alterações musculares causadas pela má postura,  prática errada de exercícios físicos, cadeiras inadequadas e também pelo envelhecimento normal do ser humano.

A utilização de cadeiras inapropriadas vem sendo uma das principais causas de distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho. A boa escolha deste item pode contribuir – e muito – para evitar esses males e ainda garantir melhor rendimento dentro das organizações.

Ergonomia é sinônimo de bem-estar

Seja em uma grande empresa ou no escritório de casa, passamos horas sentados na cadeira realizando diversas tarefas. Essas atividades se repetem todos os dias e em longo prazo podem provocar lesões por esforço repetitivo e postura equivocada.

A cadeira que possui boa ergonomia é a solução para evitar que esse longo tempo executando a mesma atividade não afete a saúde. O ideal é optar por um item que tenha material, estrutura e formas adequadas para garantir uma postura correta, sem que haja sobrecarga na coluna e nos braços.

Veja as características de uma boa cadeira, que ajuda a manter a saúde muscular:

  • Encosto
    Deve estar no início da região dorsal, apoiando a região lombar sem pressioná-la. Sua inclinação não deve passar de 110 graus. Isto evita a fadiga muscular e desvios na estrutura da coluna.
  • Apoio para os braços
    É importante que haja apoio para os braços, caso a mesa não possua, isto ajuda a diminuir a contração e extensão desnecessária do músculo.
  • Regulador de altura
    Regule a cadeira de maneira que ela não fique muita alta para que se possa realizar ações sem precisar levantar os braços ou baixá-los. Os cotovelos devem permanecer na altura da cintura.
  • Partes inferiores
    A parte inferior do corpo merece atenção quando o assunto é saúde muscular. Se não houver atenção para esses membros há possibilidade de aparecimento de dores, inchaço, varizes, formigamento e câimbras. A cadeira deve ser firme, flexível e do tamanho adequado para seu peso e altura. O ideal recomendado é que os joelhos fiquem posicionados no ângulo de 90 graus, assim não há compressão das veias e se evita a má circulação. Os pés devem alcançar completamente o chão.

Importância de escolher e posicionar o assento de maneira correta

Escolher um assento que garanta estas características de ergonomia ajuda a melhorar a qualidade de vida e o bem-estar do profissional. As pessoas que não trabalham sentindo dores possuem um rendimento muito melhor do que as que sentem desconfortos posturais e musculares. Elas ficam mais dispostas e menos estressadas.

As cadeiras que não respeitam as mínimas regras, afetam não só a coluna, mas outras partes do corpo. Com os problemas osteomusculares podem surgir também transtornos psicológicos, como altos níveis de stress.

Nós da InterOffices móveis para escritório estamos sempre pensando no seu bem estar e prontos para ajudar com todas as suas dúvidas, conte com nosso time de especialistas.

Avalie

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *